domingo, 29 de agosto de 2010

Colisão e corpos carbonizados na Avenida 28 de março






Um trágico e impressionante acidente na manhã deste domingo (29/08) na Avenida 28 de março culminou na morte de dois homens que estavam no Gol branco, de placa DCH-4092, Campos /RJ, que incendiou depois de colidir na traseira de um ônibus da empresa São João, de placa LCG-8798, Campos/RJ. A colisão ocorreu às 6h, em frente a Panificação Flamboyant, no sentido Jockey/Centro.

O motorista do ônibus, Wellington Rodrigues Costa, declarou que foi surpreendido com o choque que fez o ônibus subir no que é chamado “efeito guilhotina” (quando a traseira do carro atingido sobe e instantaneamente desce em cima do painel do veículo que o atingiu). O ônibus caiu por cima do carro que explodiu instantaneamente. O carro continha Kit Gás (GNV).

Com os pedidos de socorro dos dois homens, populares e os cerca de 10 passageiros que conseguiram deixar o coletivo sem sofrer ferimentos, tentaram prestar socorro até com extintores, mas não houve tempo suficiente para evitar a morte dos dois que foram carbonizados.

Apenas um foi identificado, o carona Roney de Azevedo Andrade, que completou 20 anos há três dias.

“Os funcionários da São João estão bem. Dos cerca de 10 passageiros que estavam no coletivo não houve nenhum ferido. O procedimento agora é acompanhar o caso e dar todo tipo de assistência aos funcionários. Eles passaram por avaliação médica e acompanhamento psicológico. Os dois (motorista e trocador) estão bastante abalados”, disse o representante da empresa São João, Edimilson Sales, coordenador de tráfego.

O caso foi registrado na 134ª Delegacia Legal. O ônibus e o carro estão no local e aguardam liberação da perícia.
Fonte: URURAU

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Folha de São Paulo entrevista Tiririca

Com o slogan "Vote Tiririca, pior que tá, não fica", ele vai às urnas para tentar uma vaga como deputado federal pelo Estado de São Paulo.
É a grande aposta do PR no pleito, tanto que ganhou a legenda de mais fácil memorização: 2222.

Folha - Por que você decidiu se candidatar?
Tiririca - Eu recebi o convite há um ano. Conversei com minha mãe, ela me aconselhou a entrar porque daria pra ajudar as pessoas mais necessitadas. Eu tô entrando de cabeça.

De quem veio o convite?
Do PR.

Como foi?
Por eu ser um cara popular, eles acreditaram muito, como eu também acredito, que tá certo, eu vou ser eleito.

Sabe o que o PR propõe, como se situa na política?
Cara, com sinceridade, ainda não me liguei nisso aí, não. O meu foco é nessa coisa da candidatura, e de correr atrás. E caso vindo a ser eleito, aí a gente vai ver.

Quais são as suas principais propostas?
Como eu sou cara que vem de baixo, e graças a Deus consegui espaço, eu tô trabalhando pelos nordestinos, pelas crianças e pelos desfavorecidos.

Mas tem algum projeto concreto que você queira levar para a Câmara?
De cabeça, assim, não dá pra falar. Mas como tem uma equipe trabalhando por trás, a gente tem os projetos que tão elaborados, tá tudo beleza. Eu quero ajudar muito o lance dos nordestinos.

O que você poderia fazer pelos nordestinos?
Acabar com a discriminação, que é muito grande. Eu sei que o lance da constituição civil, lei trabalhista... A gente tem uma porrada de coisa que... de cabeça assim é complicado pra te falar. Mas tá tudo no papel, e tá beleza. Tenho certeza de que vai dar certo.

Quem financia a sua campanha?
Então... o partido entrou com essa ajuda aí... e eu achei legal.

Você tem ideia de quanto custa a campanha?
Cara, não tá sendo barata.

Mas você não tem ideia?
Não tenho ideia, não.

Na propaganda eleitoral você diz que não sabe o que faz um deputado. É verdade ou é piada?
Como é o Tiririca, é uma piada, né, cara? 'Também não sei, mas vote em mim que eu vou dizer'. Tipo assim. Eu fiz mais na piada, mais no coisa... porque é esse lance mesmo do Tiririca.

Mas o Francisco sabe o que faz um deputado?
Com certeza, bicho. Entrei nessa, estudei para esse lance, conversei muito com a minha mãe. Eu sei que elabora as leis e faz vários projetos acontecer, né?

O que você conhece sobre a atividade de deputado?
Pra te falar a verdade, não conheço nada. Mas tando lá vou passar a conhecer.

Até agora você não sabe nada sobre a Câmara?
Não, nada.

Quem são os seus assessores?
Nós estamos com, com, com.... a Daniele.... Daniela. Ela faz parte da assessoria, junto com.... Maionese, né? Carla... É uma equipe grande pra caramba.

Mas quem te assessora na parte legislativa?
É pessoal do Manieri.

Quem é o Manieri?
É... A, a, a.... a Dani é que pode te explicar direitinho. Ela que trabalha com ele. Pode te explicar o que é.

Por que seu slogan é 'pior que tá, não fica?
Eu acho que pior que tá, não vai ficar. Não tem condições. Vamos ver se, com os artistas entrando, vai dar uma mudança. Se Deus quiser, pra melhor.

Esse slogan é um deboche, uma piada?
Não. É a realidade. Pior do que tá não fica.

Você pretende se vestir de Tiririca na Câmara?
Não, de maneira alguma.

Quem é o seu espelho na política?
Pra te falar a verdade, não tenho. Respeito muito o Lula pelo que ele fez pelo nosso país. Ele pegou o país arrasado e melhorou pra caramba.

Fora ele...
Quem ele indicar, eu acredito muito. Vai continuar o trabalho que ele deixou aí.

Então você vota na Dilma.
Com certeza. A gente vai apoiar a Dilma. Ele tá apoiando e a gente vai nessa.

Não teme ser tratado com deboche?
Não, cara. Não temo nada disso. Tô entrando de cabeça, de coração. Tô querendo fazer alguma coisa. Mesmo porque eu sou bem resolvido na minha profissão. Tenho um contrato de quatro anos com a Record. Tenho minha vida feita, graças a Deus. Tem gente que não aceita, mas a rejeição é muito pouca.

Se for eleito, vai continuar na TV?
Com certeza, é o meu trabalho. Vou conciliar os dois empregos.

Em quem votou para deputado na última eleição?
Pra te falar a verdade, eu nunca votei. Sempre justifiquei meu voto.

DATAFOLHA: CABRAL 56%, GABEIRA 17%, PEREGRINO 02%

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (27) mostra o candidato do PMDB ao governo do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, com 56% das intenções de voto, contra 17% do candidato do PV, Fermando Gabeira.

Os candidatos Peregrino (PR), Cyro Garcia (PSTU) e Eduardo Serra (PCB) aparecem com 2% das intenções de voto cada um, seguidos por Jefferson Moura (PSOL), com 1% das citações. De acordo com a pesquisa, brancos e nulos totalizaram 9% e os que não sabem, 12%.

A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Levando em consideração a margem de erro, Cabral pode ter entre 53% e 59%, e Gabeira, entre 14% e 20%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) com o número 72920/2010 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 25435/2010.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Garotinho lidera disputa para Deputado Federal

Uma pesquisa encomendada pelo DEM (Democratas) mostra que 0 ex-governador Garotinho lidera a disputa para Deputado Federal, e em segundo lugar vem o ex-jogador Romário.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Quando explode a solidariedade

A solidariedade é um dos mais belos valores da humanidade. E quando as pessoas se unem em torno dela é comovente. Fiquei emocionado ao ver a imagens de júbilo das pessoas no Chile quando se divulgou a notícia de que os 33 trabalhadores presos há 18 dias em uma mina de ouro e cobre no país estavam vivos.

A confraternização não se deu apenas entre as exaustas equipes de resgate e os angustiados parentes dos mineiros, mas explodiu em todo o país, com as pessoas saindo às ruas com bandeiras do Chile para comemorar a salvação de vidas humanas.

Os mineiros talvez ainda levem meses para serem resgatados do local onde estão, já que será necessário escavar um novo túnel para retirá-los. Mas durante o tempo que for necessário, eles receberão água, comida e remédios através de um duto, e microfones para manter contato com as famílias.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

NAHIM ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA

A composição da mesa ficou assim:

Nelson Nahin – Presidente

Rogério Matoso – Vice

Altamir Bárbara – 1º Secretário

Odisséia – 2ª Secretária

Garotinho se defende em seu Blog

Mais uma perseguição

A decisão da 4ª Vara Federal evidencia mais um capítulo da perseguição covarde dirigida não só a mim, mas a toda minha família. É de se estranhar o fato de ela ser anunciada justamente no período eleitoral, a 41 dias das eleições no país, e justamente quando todas as pesquisas de intenção de voto apontam meu nome como o deputado federal mais votado do Rio de Janeiro. Enganam-se aqueles que acham tratar-se de uma mera coincidência. Além da afirmação do Ministério Público Federal de que eu sabia das supostas atividades do ex-chefe de Polícia Civil, Álvaro Lins, não há, nos autos, rigorosamente, nenhuma acusação ou prova formais contra mim.

Evidente que vou recorrer com todos os instrumentos jurídicos que a lei disponibiliza, por se tratar de uma decisão absurda, sem amparo legal, e com a qual não me conformo. Quando um grupo se une para a formação de quadrilha, busca obter algum tipo de benefício. A pergunta que se impõe neste momento é: qual a vantagem obtida por mim?

Uma rápida leitura da minha trajetória política e pessoal demonstra que não sou homem de me abater. Tampouco acumulei bens, apesar de ter sido prefeito de Campos em duas ocasiões, deputado estadual, secretário de estado duas vezes e governador do segundo estado da Federação. Reafirmo que essa decisão em 1ª instância, justamente quando me encontro em campanha pelo Sul Fluminense, em nada irá alterar minha disposição de disputar uma vaga à Câmara dos Deputados, no próximo dia 3 de outubro.


Anthony Garotinho

Justiça do Rio condena Garotinho e Álvaro Lins, diz MPF

O Ministério Público Federal divulgou nesta terça-feira (24) que o ex-governador do Rio Anthony Garotinho e o ex-deputado estadual Álvaro Lins, além de outros oito investigados, foram condenados pela Justiça.

De acordo com o MPF, a 4ª Vara Federal Criminal condenou o ex-deputado a 28 anos de prisão - por formação de quadrilha armada, corrupção passiva e lavagem de bens - e o ex-governador a dois anos e meio de prisão por formação de quadrilha, convertidos a serviços à comunidade e suspensão de direitos.

Todos os réus podem apelar da decisão em liberdade. O Ministério Público Federal (MPF) denunciou as dez pessoas como integrantes de uma quadrilha que usou a Polícia Civil do Rio de Janeiro para cometer crimes como corrupção e lavagem de bens. Quatro outros réus investigados foram absolvidos.

Fonte: G1

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

ROMÁRIO EM CAMPOS

Meu cunhado Bruno, Romário e Junior

O candidato a Deputado Federal Romário esteve nessa manhã de segunda-feira em Campos, fazendo corpo a corpo com o povo.
Um dos seus principais projetos é a liberação de verbas de infra-estrutura para crianças especiais nas escolas públicas do Rio e preparar o profissional para educar a criança especial no tempo dela.
Lembrando que o baixinho tem uma filha especial e com certeza ele vai lutar por esse projeto.

ROMÁRIO - 4011
ELE É O CARA

sábado, 21 de agosto de 2010

100 Anos de vírgula... v

Sobre a Vírgula

Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI
(Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere..

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode criar heróis..
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.
Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.
ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

Detalhes Adicionais:


SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

* Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...

* Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM...

Debate com presidenciáveis dia 23 na Canção Nova

A TV Canção Nova realiza no próximo dia 23, a partir das 22h, um debate com os candidados à Presidência da República. Considerando o caráter conservador da Igreja Católica, estarão, provavelmente, em discussão temas polêmicos como a legalização da maconha, que o candidado do PSOL, Plínio Arruda, já se mostrou a favor; e do aborto.

Em Campos a Canção Nova pode ser sintonizada no Canal 5 VHF.

Garotinho e Peregrino em grande comício na Praça do Santíssimo Salvador no dia 1º de setembro

Os candidatos da coligação "A Força do Povo", Garotinho (Deputado Federal), Professor Peregrino (Governador) e Waguinho (Senador); e candidatos a deputado estadual do PR, estarão em Campos no dia 1º de setembro (quarta-feira) para um grande comício, a partir das 18h, na Praça do Santíssimo Salvador.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

IMAGINEM ESSA CENA

Quando o senador Cristóvão Buarque propôs que todo político eleito tivesse que colocar os filhos para estudar em escolas públicas ele estava nos fornecendo a mais brilhante iniciativa para moralizar a gestão dos serviços públicos essenciais. Poderíamos avançar e estender essa obrigatoriedade a saúde, transporte e segurança pública. Seria um excelente estímulo para nossos gestores e legisladores olharem com a merecida atenção o planejamento de setores que afetam direta e significativamente a qualidade de vida dos cidadãos. Eu lembrei desse projeto de imediato, assim que li a notícia de que o Sr. Sérgio Cabral se internou para operar uma ruptura no menisco, cirurgia que deve acontecer de imediato.

Fiquei imaginando como seria: assessores ligando para chamar o SAMU/192, que não teria nenhuma ambulância disponível. Então ele seria levado para a UPA mais próxima do Palácio Guanabara. Na triagem aquela dúvida se ele seria atendido ali ou deveria se dirigir a outra. A srª. Adriana Ancelmo e uma dúzia de assessores nesse lindo dia chuvoso e frio, aguardando do lado de fora do prédio. Depois de esperar e passar pelas inúmeras triagens (elas servem para zerar o tempo que o paciente está esperando e começar uma nova contagem), um "ortopedista" solidário diria em seu ouvido baixinho: "Excelência, eu tenho os equipamentos para bater uma chapa, mas não tem ninguém aqui no momento que saiba ler o resultado. Não seria melhor procurar outra unidade?" (Eu não inventei isso, é a realidade).

Ele sai mancando e o grupo decide buscar outro hospital. As opções são poucas já que o atendimento é de emergência: IASERJ, Souza Aguiar e Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia. Depois de um tranqüilo passeio de ônibus pela cidade maravilhosa, ele e a esposa completamente descansados e confiantes conseguiriam atendimento em uma das unidades mencionadas (imagino que seria o Souza Aguiar, que nas gestões anteriores, com todos os problemas que acumulava nunca deixou de atender. E tinha ortopedista!).

Depois de um procedimento básico de triagem, a primeira-dama ia perceber que enquanto preenchia a ficha do paciente havia se perdido do seu conjuge. Uma breve maratona perguntando a atendentes pouco humoradas e ela logo descobriria em que corredor ele estava estacionado, aguardando sua vaga de internação. Mas não havia com que se preocupar, a Saúde está cada dia melhor, resultado dos esforços incanssáveis de seu esposo e equipe. No meio da noite um leito vaga e o governador é levado para lá de pronto ( no meio da noite ninguém tem alta, leito vagando só com óbito). Depois de acomodado a primeira-dama é aconselhada a voltar para casa, jantar e descansar. Afinal, o médico deve passar lá pelas 11:30 para dar uma olhada nos casos da enfermaria, e ela deve falar com a assistente social antes da visita para conseguir um cartão que permite acompanhar o paciente. Então, TCHAU!

O resto da história a maioria de nós conhece e talvez já tenha experimentado pelo menos uma vez na vida. Talvez em um mês ele conseguisse fazer os exame e agendar uma vaga no centro cirúrgico, e se nada de errado acontecesse ele seria operado com sucesso (um sucesso devidamente proporcional às condições de trabalho dos cirurgiões).

Parece engraçado? Talvez até é seja, mas só um pouquinho. Tenho uma enorme certeza de que ,se isso acontecesse, todos nós cidadãos fluminenses seríamos beneficiados. Quem sabe sofrendo na pele os efeitos do descaso da gestão dos serviços essenciais, e não tendo como fugir da cruel realidade a que submetem seus eleitores, nossos políticos agiriam com mais compromisso ético (no mínimo). Ou então ficariam tão apavorados que deixariam de vez a vida pública! O único problema dessa nobre proposta é que dificilmente seria aprovada. Afinal, para ela valer é preciso o voto deles, políticos, que depois de eleitos parecem esquecer seu papel de representante de seus eleitores. E enquanto puderem ser tratados no Copa D'Or, indo de carro oficial , levando comitiva de assessores e seguranças a todo lugar, garantindo a melhor educação particular aos seus filhos, tudo continuará parecendo que vai muito bem mesmo. Cada vez melhor... mas, onde?

Negado recurso de Rosinha que assim se mantém fora do cargo de prefeita de Campos

Embora a decisão do Pleno do TSE tenha sido no Agravo 154990, depois desta decisão, ninguém pode acreditar que Rosinha possa voltar ao cargo de prefeita de Campos nos recursos que se seguirão. Agora resta saber para quando será marcado eleicões depois da decisão de mérito do Pleno do TSE.

O presidente do TSE antes do seu voto fez uma referência ao advogado de Rosinha, Fernando Neves e disse que no período de recesso analisou em detalhes este processo, por isso acompanhava o voto do relator.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Traficantes delimitam visita de Gabeira e Cesar em favelas de Macaé

Macaé - Fernando Gabeira, candidato do PV ao governo do Rio, e Cesar Maia, candidato ao senado pelo DEM, tiveram momentos de tensão na manhã desta quinta-feira ao realizarem campanha no município de Macaé, no Norte Fluminense. Em visita a duas favelas da cidade, o itinerário dos candidatos foi delimitado por traficantes que exibiram fuzis e pistolas e impediram que os dois circulassem por algumas áreas da comunidade.

Gabeira e Cesar Maia chegaram à favela da Nova Holanda pouco antes do meio-dia. Com apenas dez minutos de caminhada pela favela, acompanhado de alguns políticos locais e da imprensa, a comitiva foi parada por pessoas que se diziam da Associação de Moradores, dizendo que o acesso de todos estava impedido além daquelas três quadras. Gabeira enfrentou a proibição e questionou o porquê do ultimato.

Gabeira: 'Ninguém me segura'

"Eu vou em qualquer lugar do Rio de Janeiro. Ninguém me segura. Se a ditadura militar não me segurou, ninguém mais fazer isso", disse Gabeira a um dos moradores que barrou a equipe, seguindo com a caminhada pela favela. Algumas pessoas passaram então a seguir a comitiva proibindo fotografias e a entrada de Gabeira e Cesar em algumas localidades da comunidade. A todo momento, homens armados circulavam de moto exibindo fuzis e pistolas, e muitos ameaçavam os fotógrafos caso alguma foto fosse tirada do local.

Os candidatos mostraram não se intimidar com os traficantes e inclusive entregaram "santinhos" e folhetos de campanha para alguns. "Vi gente armada, mas entreguei meu cartão, fingi que nada estava acontecendo e me afastei. Sou candidato e não policial", disse Cesar Maia.

Críticas à política de segurança

Gabeira lamentou o ocorrido: "Infelizmente essa era uma realidade do município do Rio e agora é estadual. Não existe uma política de segurança, o que existe é uma ocupação progressiva e irregular dessas comunidades, que sofre com a ação desses bandidos". Gabeira lembrou ainda que em abril esteve na mesma comunidade, mas que desta vez o potencial de fogo mostrado pelos bandidos era bem maior.

"A violência é uma realidade no Rio que não se limita às comunidades que estão recebendo as UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora). Eu duvido muito que o estado tenha homens e recursos suficientes para implantar as unidades em todas as favelas do Rio", declarou o candidato, que disse defender uma política de inteligência na segurança pública aproveitando alguns.

Fonte: O DIA

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Expectativa para recursos de Rosinha Garotinho e Arnaldo Vianna no TSE

Está na pauta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para esta terça-feira (17/08) os julgamentos do Agravo Regimental impetrado pelos advogados da prefeita Rosinha Garotinho (PMDB) e também o Recurso do deputado federal Arnaldo Vianna (PDT). Os julgamentos iniciam às 19h e são transmitidos pela TV Justiça.

Caso o Tribunal reforme a decisão do ministro Marcelo Ribeiro, que numa decisão monocrática manteve Rosinha afastada do cargo até o julgamento do mérito, Rosinha retorna imediatamente à Prefeitura, aguardando no cargo o julgamento do recurso especial (AC-154990).

Rosinha está afastada da prefeitura de Campos desde o dia 1º de julho, quando a Câmara Municipal foi notificada para que o então presidente do Legislativo Municipal, Nelson Nahim, fosse empossado.

Na última semana, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), retirou da pauta o julgamento do Agravo de Rosinha, devido ao grande número de processos julgados na sessão ordinária e a complexidade dos mesmos, demandando muito tempo para os julgamentos.

ARNALDO AGUARDA POR DECISÃO FAVORÁVEL

O deputado federal Arnaldo Vianna teve sua candidatura a reeleição indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RJ) com base na Lei do Ficha Limpa. Arnaldo recorre ao TSE para obter o seu registro e concorrer a reeleição (Agravo de Instrumento Nº 53486 - Ministro Arnaldo Versiani).

Em declaração ao blog do Bastos, do jornal Folha da Manhã, na última semana, Arnaldo demonstrou confiança de que no TSE seus advogados estariam revertendo a situação e que desta forma irá para novo pleito, assim como concorreu a eleição para Prefeito de Campos, em 2008.

Em decisão monocrática do Ministro Marcelo Ribeiro do TSE, no dia 11 de agosto, ou seja, há seis dias, Arnaldo Vianna teve parecer negativo quando tentou uma liminar e teve o pedido indeferido pelo Ministro que votou pelo arquivamento das ação de Vianna, assim como também do ex-prefeito de Campos, Alexandre Mocaiber (PSB).

Arnaldo Vianna e Alexandre Mocaiber fazem parte da lista de 34 candidaturas que tiveram por parte do Ministério Público Eleitoral (MPE), pedidos de impugnações ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RJ), que indeferiu 10 delas com base na Lei Complementar 135/10, a Ficha Limpa.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

DATAFOLHA: DILMA NO LIMITE DO EFEITO POSTE! NA TV, A LUTA PELOS INDECISOS!

Dilma chegou aos 40%. Podemos chamar esses 40% de efeito-poste, ou seja, é esta a porcentagem de eleitores que diz votar em qualquer candidato que Lula apresentar. Mesmo que ainda não sejam todos resultantes do efeito-poste, Dilma chegará aí, se é que não chegou. Claro que não é automático, mas a pré-campanha aberta de Lula com Dilma a tiracolo serviu para isso. Outros 20% dizem que não votariam em candidato de Lula de jeito nenhum. Suponhamos que estes estejam marcando Serra nas pesquisas. Para ajudar as contas, digamos que 10% votarão em branco ou anularão o voto.

Ou seja, dos 100%, são 90% os que votarão, e destes, 40% do total de partida na Dilma e 20% compulsoriamente no Serra. Restam 30%. Quanto Marina terá? A TV com pouco tempo vai reduzir seus votos como ocorreu com a Heloisa Helena? Digamos que não e que ela confirme os 10% que tem. Se for assim, restam 20% dos eleitores. Suponhamos que destes Serra já garantiu a metade e está mesmo num patamar de 30%.

Então, os 10% de indecisos serão os focos de Dilma e Serra. Mas, nesse caso, teremos segundo turno de qualquer maneira. Mas se Marina cair pela metade, como Heloisa Helena, teremos 15% de indecisos para a disputa de Dilma e Serra. Sendo assim, Dilma parte de 40% e Serra de 30% na disputa por estes 15%. Bastaria a Dilma chegar aos 45%para decidir no primeiro turno.

Mas não é tão simples. Primeiro, pela Marina. Se em janeiro havia uma expectativa de Serra manter o patamar em que estava e Marina cair, hoje, o melhor para Serra é Marina ficar, no mínimo, nos 10% onde está. Isso seria a garantia de um segundo turno.

Para Dilma-Lula, na TV, apontarem para os indecisos terão que reconhecer erros no governo, coisa que não fazem com facilidade. Esta foi uma razão para Alckmin, em 2006, abrir a TV com 25% e terminar o primeiro turno com 37% e Lula cair dos 47% e chegar aos 42%. Outra razão foi a memória remissiva do mensalão um ano antes.

Usando a eleição de 2006 como referência, Dilma deverá ter, pelo menos, esses 42%. Serra deverá ter, pelo menos, estes 37%. E Marina? E os nanicos? E os brancos e nulos? E a abstenção? Se a TV não explica o patamar que Serra e Dilma chegaram, certamente terá importância para explicar se eles conseguirão subir ou não destes níveis -digamos- de 40% e 35%, com que abrem a TV.

Ou seja: a TV não tratará de 90% dos eleitores, mas de 10% e da flutuação de Marina.

Fonte: Blog do Cesar Maia

sábado, 14 de agosto de 2010

Eleições no Estado - Análise do Debate da Band TV

O debate com os candidatos ao governo do estado do Rio, promovido pela TV Bandeirantes na noite de quinta passada, reuniu o governador Sérgio Cabral, que disputa a reeleição; o jornalista Fernando Gabeira, do PV; Jefferson Moura, do PSOL; e Fernando Peregrino do PR. O candidato ao Senado e ex-prefeito da capital, Cesar Maia, analisa o desempenho dos participantes e destaca a maior surpresa do debate.

video

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Julgamento de Rosinha foi adiado

O recurso de Rosinha ao Pleno do TSE para tentar reaver o mandato de prefeita de Campos foi adiado, provavelmente para semana que vem.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Acidente fatal

O terceiro sargento do 56ª Batalhão de Infantaria do Exército (56º BI) Wellington Sampaio de Almeida, 21 anos, que morava no município de Bom Jesus do Itabapoana, na Região Noroeste Fluminense, morreu vítima de capotamento, na madrugada de ontem, no km 54 da Rodovia BR-101 (Campos/Vitória), no Parque Santos Dumont, em Guarus, Campos.

No carro estava ainda uma adolescente de 16 anos, que se feriu e foi socorrida por uma ambulância do Corpo de Bombeiros para o Hospital Ferreira Machado (HFM), onde permaneceu em observação.

O acidente teria acontecido por volta das 3h45, quando Wellington dirigia o Astra, cor vermelha, placa LON-4407-Campos/RJ, e seguia no sentido Vitória/Campos. No momento em que era atendida no local pelos socorristas, a carona teria informado que Wellington perdeu o controle do veículo ao tentar evitar um atropelamento, depois de uma mulher atravessar a rodovia de repente. O militar desviou para o acostamento e acabou capotando com o Astra.

O comandante do 56º BI, tenente coronel Júlio César Evangelista dos Santos, explicou que Wellington servia ao Exército Brasileiro desde 2007. Evangelista observa que, apesar de ser um jovem na carreira, o sargento comandava atualmente o Grupo de Combate e era responsável de instruir nove militares do Grupo Operacional, que dele recebiam conhecimentos técnicos.

Exército vai auxiliar a família do militar.

Momentos depois de o corpo de Wellington ser removido para o Instituto Médico Legal (IML/Macaé), o veículo foi encaminhado para o quartel. A família foi avisada pela manhã, mas até as 14h, ainda não tinha seguido ao IML para tratar da liberação do corpo. "Apesar de o acidente ter acontecido de madrugada, não havia previsão para ele entrar em serviço. É uma perda muito grande e vamos auxiliar a família no que for necessário", disse o comandante do 56º BI.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Tribunal Regional Eleitoral indefere registro de Arnaldo Vianna (PDT)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RJ) indeferiu já no início da noite desta quinta-feira (05/08), em sessão plenária que teve início às 17h, o registro de candidatura do deputado federal e candidato a reeleição, Arnaldo Vianna (PDT). Este foi o último dia de julgamentos de candidaturas no TRE/RJ.

O Tribunal acolheu por unanimidade os fundamentos apresentados pelo Ministério Público Estadual (MPE) e as condenações do Tribunal de Contas da União (TCU), assim como o fato de estar inelegível pelo próprio TRE, tendo sido citado no mesmo processo de Alexandre Mocaiber (PSB), que na última segunda-feira (02/08) também teve seu registro indeferido por este motivo e também por contas rejeitadas no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Arnaldo Vianna foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), por ter deixado de prestar contas de verba da Caixa Econômica Federal, quando ainda Prefeito de Campos, e teve sua inelegibilidade decretada pelo TRE por abuso de poder econômico.

Os candidatos condenados no TRE/RJ ainda podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). A Lei Complementar 135/10 (Ficha Limpa), aprovada neste ano, estabelece a inelegibilidade a políticos condenados por órgãos colegiados do Poder Judiciário, como os TJs (Tribunais de Justiça) estaduais.

Dos 2.788 inscritos para concorrer às eleições no Estado, o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a impugnação de 34 candidatos.

REGISTROS INDEFERIDOS
Dos candidatos com base eleitoral em Campos e que foram lançados por seus respectivos partidos como candidatos a deputado estadual, tiveram seus registros indeferidos: Claudeci das Ambulâncias (PSL), Marcos Bacellar (PT do B) e Vieira Reis (PRB), todos por falta de documentos. Suas assessorias não informaram se as pendências foram solucionadas, mas que já haviam apresentados os documentos que foram exigidos e aguardavam uma nova posição do TRE/RJ.

REGISTROS DEFERIDOS
Os candidatos a deputado estadual Andral Filho (PV), Geraldo Pudim (PR), Roberto Henriques (PR), João Peixoto (PSDC), Odete Rocha (PCdoB) e Wilson Cabral (PSB) tiveram seus registros deferidos. A deputado federal foram confirmados: Anthony Garotinho (PR), Paulo Feijó (PR) e Sérgio Diniz (PPS).